Prefeito, vice-prefeito e vereadores de Miguel Alves poderão ter super-salários em 2017

admin-ajaxEnquanto em vários municípios brasileiros há uma  tendência para que o salário dos vereadores sejam congelados e até mesmo reduzidos, em Miguel Alves  a tendência  de momento seria outra.

Na última sessão da Câmara Municipal de Miguel Alves  a mesa diretora começou o trâmite do projeto de  lei que trata de aumento dos salários de prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários municipais. Não havendo nenhum pedido de vista ou emendas,  o projeto de lei será votado já na próxima sessão ordinária e passará a valer a partir de 2017.

O projeto de lei apresentado pela mesa diretora da câmara prever que os vereadores recebam o teto de R$ 10.000,00 ou um pouco mais que isso. Mas isso não quer dizer que eles vão receber este valor, porque vai depender do duodécimo da câmara que não é tão alto assim, embora havendo previsão de aumento em 2017. Para um melhor entendimento, o duodécimo  é o repasse de 7% da prefeitura para a câmara, com base na receita do município, tendo como referência de cálculo ano anterior. O valor calculado  é repassado  mensalmente à câmara municipal .

Entretanto, o projeto de lei visa dobrar o salário do prefeito, do vice-prefeito e dos vereadores, a partir de 2017. Hoje o salário do prefeito de Miguel Alves gira em torno de R$ 8.000,00 (oito mil reais), e de acordo com a proposta, passa a ser R$ 16.000,00 (dezesseis mil reais). O salário do vice-prefeito que hoje é de R$ 4.000,00 ( quatro mil reais) passa para R$ 8.000,00 (oito mil reais); já os vereadores que recebem hoje R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais) poderão passar a ganhar a partir de 2017 algo em torno de R$ 10.000,00, como prevê o texto constitucional. O projeto de lei também define o salário dos secretários municipais, que passa ser de R$ 3.000,00 (três mil reais).

Pois bem, o aumento desejado pode até ser legal, e não vamos entrar neste mérito. Mas convenhamos, não é justo e é imoral, no meu modo de entender. Não é justo e é imoral porque 68,08% da população de Miguel Alves vive com até meio salário mínimo, e neste mesmo município um pequeno grupo, constituído pelo voto e  pago pelo povo,   se dar ao luxo de ter super-salários. Por mais que se explique tal iniciativa, não dá para justificar o injustificável.

A aprovação dessa lei será  um tapa na cara do povo de Miguel Alves, sobretudo da maioria estrondosa que foi às ruas comemorar a vitória maiúscula dos seus candidatos no dia 02 de outubro, com direito a tudo, show e cerveja de graça. Porém, como depois da bonança vem a tempestade, cabe aos miguel-alvenses pagar esta conta e tantas outras que virão.

Uma opinião sobre “Prefeito, vice-prefeito e vereadores de Miguel Alves poderão ter super-salários em 2017”

  1. Eu sou completamente contra isso é uma falta de respeito ao povo de Miguel Alves.
    Um município sem educação bao, sem saúde, vem o prefeito e vereador ganhar mas que o um professor um enfermeira, médico cadê o povo de Miguel Alves para não deixar isso acontecer.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s