Todos os posts de Assis Dutra

Seriedade e respeito naquilo que faz

Juventus e Namarra abrem Campeonato Máster de Futebol em Miguel Alves

Seis equipes disputam o Campeonato Máster de Futebol Amador no município de Miguel Alves. O primeiro jogo do torneio, que se estende até o dia 12 de setembro, aconteceu nesse sábado (25), no estádio Torrão.
juventus-e-namarra-abrem-campeonato-master-de-futebol-em-miguel-alves-322498
A equipe do Juventus estreou com vitória. Foto: GP1
No placar, o time Juventus venceu o Namarra pelo placar de 2 a 1. O Campeonato é uma realização da Prefeitura de Miguel Alves, através da Secretaria Municipal de Esportes. Os gols da partidaforam marcados por Darlan e Jaburu para o time do Juventus, e o jogador Chatim descontou para  o Namarra.
juventus-e-namarra-abrem-campeonato-master-de-futebol-em-miguel-alves-322499
O time do Namarra não foi bem na sua estreia Foto: GP1

Segundo Jonas Pereira, um público de mais de 300 pessoas está indo ao estádio assistir às rodadas dos campeonatos. O campeonato Máster de Futebol Amador conta ainda com os times Santa Maria e Vila Nova. “Sempre que a Secretaria promove esse tipo de evento a população prestigia e vai ao estádio”, completou Jonas Pereira.

Fonte: GP1 – 26/07/2015

Sefaz e Deccortec apreendem três caminhões com cargas irregulares em Miguel Alves

O motorista do caminhão de queijo possuía duas notas fiscais, mas os documentos eram falsos.
Carga de queijo apreendida
Imagem: Divulgação/SEFAZ –  Carga de queixo apreendida
 A Secretaria de Fazenda do Piauí (Sefaz) e a Delegacia Especializada de Crimes contra a Ordem Tributária (Deccortec), apreenderam três caminhões com carga irregular em Miguel Alves.

Dois dos caminhões transportavam gado e outro estava carregado com 9mil quilos de queijo. Os documentos apresentados não eram compatíveis com a carga transportada. Segundo a Sefaz, o motorista do caminhão de queijo possuía duas notas fiscais, mas os documentos eram falsos.

No caminhão de queijo foram recolhidos R$60 mil em impostos e multas aplicadas. Nos veículos que transportavam gado, a multa e os impostos recolhidos somam R$10 mil.
Os veículos foram encaminhados para o posto fiscal localizado na zona sul de Teresina e só serão liberados após regularização da carga. .Essa é terceira apreensão de queijo na região esse ano.
Fonte: RAYANE TRAJANO, DO GP1
Atualizada em 25/07/2015 – 16h04

Oba! As máquinas chegaram em Miguel Alves

A construtora  Lomek, que vai asfaltar a avenida Marcos Furtado já está com as suas máquinas em Miguel Alves para reiniciar a obra de asfaltamento da avenida Marcos Furtado. Indiferente aos boatos que circularam na cidade durante a semana, sobre uma possível disputada  entre a prefeita e o ex-prefeito, as máquinas estão no pátio do Posto São José. Esta foi a informação que recebi no início da noite desta sexta-feira (24).

A pavimentação asfáltica  da avenida Marcos Furtado foi iniciada no ano passado, pelo então governador Zé Filho (PMDB), mas não teve continuidade. Agora a obra será reiniciada e a expectativa dos miguel-alvenses é que seja concluída, para acabar de uma vez por todas com o sofrimento dos seus moradores e dos comerciantes que  contabilizam prejuízos que tiveram nas suas vendas.

Quem ganhou ou quem perdeu na disputa pelo local onde as máquinas iam ficar,  eu não sei, nem quero saber, porque vejo isso como uma atitude menor, uma  miudeza política inconcebível.

Os donos da máquina

IMG_5735 est3Corre à boca miúda em Miguel Alves que governo do estado vai retomar a obra da avenida Marcos Furtado; que  as máquinas já eram pra ter chegado em Miguel Alves, mas ainda não chegaram por conta de uma disputa entre a prefeita e o ex-prefeito; que a prefeita quer porque quer que as máquinas fiquem no pátio do posto São José, já o ex-prefeito quer que seja no terreno do seu amigo, lá perto da delegacia de Polícia.

Ficam nesse “puxincói”, como dizia  dona Rosa Vieira lá da Santa Júlia, os dois querendo ser os donos das máquinas. Será verdade isso? Se for é uma briga tola que não deveria acontecer, porque a obra nem é da Salete e muito menos do Oliveira. A obra é do povo de Miguel Alves.  O lugar onde as máquinas vão ficar pouco importa. O importante é que elas cheguem na cidade e a obra seja feita, pois é isto que o povo quer.

Mas vale ressaltar que  não é a primeira vez que isso acontece em Miguel Alves. Em 2008 o Dr Valter Sá e o Oliveira fizeram a mesma marmota, por causa de uma máquina que o governo do estado mandou  pra asfaltar algumas ruas da cidade. Os dois queriam ser os donos da máquina. Resultado: o asfalto não saiu.

Pois é, Miguelaves é Miguelaves! Acontece cada uma que até Deus duvida. Os políticos não brigam pela obra, brigam pela máquina. Pior de tudo é ver que o futuro do município está nas mãos deles. E que futuro teremos com políticos que brigam por besteira? Que o povo reflita, pois Miguel Alves não pode mais continuar sendo saco de pancada dessa gente. Continuar com os mesmos é perpetuar o atraso e condecorar os seus patronos.

Obras paradas em Miguel Alves é o que não falta

De primeiro o povo de Miguel Alves reclamava dos seus governantes porque não levavam obras para o município. Hoje a realidade é outra. Muitas obras foram inciadas nos últimos anos, umas pelo governo do estado, outras pela prefeitura municipal. Porém, a maioria está parada. É ocaso do rodoanel e da avenida Marcos Furtado, que são duas obras do governo do estado, que n há dois anos foram inciadas. Muito dinheiro foi gasto pra nada.

Veja a foto da Avenida São Miguel, faz parte do projeto do rodoanel. Nada foi feito até hoje pelo governo do estado. Uma obra de mobilidade urbana de suma importância para a cidade, mas que está parada há mais de um ano.

SAM_2556

Outra obra de mobilidade urbana começada e não concluída – o asfaltamento da avenida Marcos Furtado na entrada da cidade. Uma obra do governo do estado que também foi inciada e abandonada no ano passado. pelo governo anterior. O governo atual promete fazê-la, inclusive o governador W. Dias esteve em Miguel Alves por ocasião do aniversário do município, e assinou a ordem de serviço. 10628286_597537060367360_4744739010217382075_n

11741877_10203352560174869_1836646127_n

Mais uma obra parada há mais de ano em Miguel Alves – a creche do bairro São Miguel, obra que é fruto de um convênio entre prefeitura e Governo Federal. As pessoas que residem próximo se queixam que o local está sendo ponto de consumo de drogas e prostituição durante a noite.

IMG-20150412-WA0004

Outra obra que se arrasta a um ano e cinco meses: a reforma da praça José rego no centro da cidade. s recursos são oriundos de convênio entre  prefeitura e Governo Federa. De tão demorada, até a placa caiu.

SAM_2230

Como se vê, são quatro obras importantes que mudariam a cada da cidade de Miguel Alves e melhoraria sensivelmente a qualidade de vida dos seus habitantes. Infelizmente, em Miguel Alves as coisas andam pela metade e o município fica no prejuízo porque a demora no andamento das obras implica no desperdício do dinheiro público.

Infelizmente está e á realidade de Miguel Alves. O interesse próprio se sobrepõe ao interesse público. Este é o grande mal. Como dizia dona Rosa Vieira lá da Santa Júlia, “eita povo imbicioso!”